Buscar
  • Brutal Heavy Metal Store

As mulheres que mudaram o mundo da música


Hoje, no Dia Internacional da Mulher, prestamos nossa homenagem às mulheres que revolucionaram o mundo da música. Nossa lista não está em ordem de importância, já que todas são artistas exímias e tiveram um papel importante na divulgação de seu estilo. É claro que muitas outras ainda poderiam fazer parte dessa lista, mas para encurtar escolhemos 10 dessas mulheres incríveis!


JANIS JOPLIN - Considerada a "Rainha do Rock n' Roll" e a" maior cantora de blues e soul da sua geração", Janis fez de sua voz a sua característica mais marcante,tornando-se um dos ícones do rock psicodélico e dos anos 60. Porém, devido a problemas com drogas e álcool, sua carreira foi encurtada: em 1970 a cantora morreu de overdose de heroína. Janis lançou apenas quatro álbuns: Big Brother and the Holding Company (1967), Cheap Thrills (1968), I Got Dem Ol' Kozmic Blues Again Mama! (1969) e o póstumo Pearl (1971), que foi o último álbum com participação direta da cantora.

DORO PESH - Dorothee Pesch, mais conhecida como Doro Pesch, foi vocalista da banda de heavy metal Warlock e uma das poucas vocalistas de metal dos anos 80. Depois de diversas mudanças na banda, Doro acabou sendo a única artista da formação original, então o "Force Majeure" que seria o quinto álbum da banda foi lançado somente sob o nome Doro, deixando de se chamar Warlock e dando início à sua carreira solo. É considerada a Rainha do Metal.

ANGELA GOSSOW - Angela Nathalie Gossow é ex-vocalista da banda sueca Arch Enemy. Suas bandas anteriores incluem Asmodina e Mistress. Ela é considerada uma das poucas bem-sucedidas vocalistas do sexo feminino a usar o gutural como o seu estilo. Em março de 2014, Angela anunciou que iria encerrar sua participação como vocalista do Arch Enemy (dando lugar a Alissa White-Gluz) mas que continuaria trabalhando na banda como empresária.

ALISSA WHITE-GLUZ - é uma cantora e compositora nascida no Canadá, vocalista da banda sueca de death metal melódico Arch Enemy, desde 2014 a convite da própria ex-vocalista Angela Gossow. Alissa foi uma das fundadoras da banda canadense The Tempest que depois mudou de nome para The Agonist, em 2004. É reconhecida por ser uma das poucas mulheres, assim como Angela, que usa vocal gutural como estilo predominante, sendo este mais usado por vocalistas masculinos.

TARJA TURUNEN - Tarja Soile Susanna Turunen Cabuli é uma cantora e compositora finlandesa que ficou mundialmente conhecida como primeira vocalista da banda de metal sinfônico Nightwish, entre 1996 e 2005.Atualmente ela segue em carreira solo e é considerada uma das melhores cantoras de seu estilo, além de ter sido apontada como destaque para assumir o posto de "Rainha do Metal" por Doro Pesch, quando esta selecionou suas sucessoras.Tarja ainda colaborou com grandes nomes da música como o compositor alemão vencedor de Oscar, Hans Zimmer, e a banda Scorpions.

FLOOR JANSEN - Floor Jansen é uma cantora e compositora holandesa e atual vocalista da banda de metal sinfônico Nightwish. Floor havia sido vocalista da banda After Forever desde quando ingressou na música em 1997. Após a separação do grupo em 2009, ela criou o ReVamp e lançou dois álbuns com a banda até sua extinção em 2016. Mais tarde em 2012, após a saída da segunda vocalista do Nightwish, Anette Olzon, o grupo anunciou sua substituição por Jansen como um membro convidado até o fim da Imaginaerum World Tour, sendo efetivada como vocalista oficial em 9 de outubro de 2013. Ela também é membro do supergrupo de metal progressivo Star One, e cantou nos álbuns Universal Migrator Part 1: The Dream Sequencer e 01011001 da banda Ayreon. Ela é a irmã mais velha da cantora Irene Jansen.

SHARON DEN ADEL - Sharon Janny den Adel é uma cantora e compositora holandesa, além de vocalista da banda de metal sinfônico Within Temptation. Ela está envolvida na música desde seus 14 anos, e foi um dos membros fundadores do grupo sinfônico juntamente com seu marido Robert Westerholt em 1996. Sharon estudou moda, inclusive tendo trabalhado como administradora em uma empresa do setor fashion durante 3 anos, mas foi a música que a levou ao reconhecimento internacional. Foi quando, deixando para trás seu antigo trabalho, trocou a administração e a moda pelo canto.

SIMONE SIMONS - Simone Johanna Maria Simons é uma cantora e compositora holandesa. Ela é mais conhecida por ser a vocalista da banda de metal sinfônico Epica, onde ingressou com apenas 17 anos, lançando a partir daí sete álbuns de estúdio com o grupo e excursionando pelo mundo. Em sua carreira de cantora, ela também colaborou com bandas como Kamelot, Leaves' Eyes, Primal Fear, Ayreon, Avalon, Angra etc. Simone iniciou seus estudos musicais ainda na infância, aos dez anos de idade, quando passou a assistir a aulas regulares de flauta, instrumento musical que pratica até os dias de hoje. Algum tempo após, passou a frequentar aulas também de canto popular, estudando o repertório vocal jazzístico.

CRISTINA SCABBIA - Cristina Adriana Chiara Scabbia é uma cantora, vocalista da banda italiana de gothic metal Lacuna Coil, juntamente com Andrea Ferro. Com a ascensão do Lacuna Coil nos EUA, Cristina foi alçada ao posto de símbolo sexual, com seus 1,60 m e 50 kg. Possui uma voz formidável, que consegue alcançar tons altíssimos e se encaixa perfeitamente nas harmonias compostas juntamente com seu parceiro de vocal, Andrea. Cristina cresceu ouvindo música com sua família, que incluia sua irmã e seus dois irmãos. Entretanto as preferências musicais de seus irmãos eram diferentes das de Cristina. Suas primeiras influências vieram de bandas como Genesis, Led Zeppelin, AC/DC, e tradicionais músicas italianas.

DOLORES O'RIORDAN - Dolores Mary Eileen O'Riordan Burton, foi uma cantora, compositora e musicista irlandesa, vocalista da banda The Cranberries. É considerada na Irlanda como a maior cantora de toda a história do país. Dolores O'Riordan faleceu inesperadamente no dia 15 de janeiro de 2018, aos 46 anos, enquanto estava em Londres, Inglaterra, para uma sessão de gravação. A perícia demonstrou que ela morreu por overdose de fentanil. Para a coronel à frente do caso não há evidências de que ela tinha intenção de cometer um suicídio e que foi um terrível acidente.



16 visualizações0 comentário