Buscar
  • Brutal Heavy Metal Store

Assista DIRK VERBEUREN, baterista do Megadeth tocando Rattlehead


O video da música "Rattlehead", do baterista do MEGADETH Dirk Verbeuren, que originalmente apareceu no álbum da banda em 1985, "Killing Is My Business ... E Business Is Good!", pode ser

visto abaixo.


Em novembro do ano passado, o líder do MEGADETH, Dave Mustaine, foi questionado pelo rádio RQP 104.3 como a banda decide sobre o processo de escolha de um novo baterista. Ele respondeu: "É muito difícil. A bateria é a parte mais difícil da banda, porque você precisa estar bem fisicamente todas as noites - todas as noites, não importa o que aconteça. Você não pode ficar doente. E eu acho que Muitas vezes, os bateristas ficam sem ser reconhecidos pelo quão difícil é o trabalho deles, consequentemente, você consegue bateristas que têm atitudes ruins depois de um tempo. É difícil estar perto deles, porque muitos bateristas não conseguem o reconhecimento que eles merecem, e eles ficam amargos. Para nós, nós tivemos muita sorte com os dois últimos bateristas que tivemos - com Chris [Adler] e Dirk [Verbeuren,] e até o cara antes de Chris, Shawn [Drover] era um tipo de cara fácil, mas nem sempre é assim, e Chris nos ajudou a encontrar o Dirk. Dirk é muito parecido com o baterista do Garbage, Gar Samuelson, o que é muito legal, porque foi assim que tudo começou. Eu estava tocando riffs do tipo jazz-metal, porque eu não queria soar como a minha última banda [Metallica], então eu sabia o que não fazer, então fiz algo diferente, e foi assim que o MEGADETH nasceu. Eu queria fazer algo um pouco diferente, e eu precisava de um tipo diferente

de baterista para fazer isso ”.


Verbeuren de 43 anos de idade, nascido na Bélgica e agora residindo em Los Angeles, tocou com o SOILWORK por mais de uma década antes de ser recomendado para o show do MEGADETH por Adler, que chamou Dirk de "provavelmente [um dos] top três bateristas do mundo ".


Verbeuren disse a All About The Rock sobre o material do MEGADETH para uma performance ao vivo: "O set atual é baseado em 'Dystopia' e os primeiros álbuns, de Gar Samuelson a Nick Menza. Esses caras realmente tinham seu próprio estilo. Nick era realmente uma das minhas

influências como um jovem baterista.


"Eu tive dez dias para estudar dezoito músicas. Tentei capturar a intenção por trás das partes da bateria para respeitar a visão da banda. Gar e Nick têm um balanço mais antigo, enquanto a abordagem de Chris Adler é mais contemporânea. Eu permaneço fiel aos originais enquanto eu injetava um pouco do meu próprio groove e talento. Chris foi muito útil em me orientar sobre o que a banda esperaria de mim, o que é super legal dele. Isso fez o ensaio e o primeiro show muito mais

fácil ".

via http://www.blabbermouth.net



10 visualizações0 comentário