top of page
Buscar
  • Foto do escritorBrutal Heavy Metal Store

IAN HILL diz que o próximo álbum do JUDAS PRIEST será mais complexo do que Firepower



O baixista do JUDAS PRIEST, Ian Hill, conversou com Andrew Daly, do Vinyl Writer Music, sobre o status das composições e sessões de gravação para o próximo álbum. Ele disse: "Há um álbum em andamento, e não está longe de ser concluído. Se será lançado no próximo ano ou no ano seguinte, ainda não sabemos. No que diz respeito ao som, será um pouco mais intrincado e talvez mais complicado do que 'Firepower', mas é o que sempre tentamos fazer, e espero que seja mais um passo na direção certa."


Quando perguntado a que o JUDAS PRIEST deve sua longevidade, Hill disse: "Bem, provavelmente nosso senso de humor e o fato de que começamos como amigos e ainda somos todos amigos. E também é a cultura dessa banda, o quão forte ela é, como nos damos bem e como operamos, tudo isso fez uma enorme diferença. Quero dizer, obviamente, os guitarristas mudaram, os bateristas mudaram e os vocalistas mudaram, mas sempre nos certificamos de que poderíamos nos dar bem. Eu acho que isso é muito importante, porque se você tiver alguma animosidade entre qualquer um dos membros, mais cedo ou mais tarde isso virá à tona, e você não durará muito, nós fazemos amizade com todos e os aceitamos como eles são, e eu acho que esse é o segredo para ficarmos juntos."


Em fevereiro passado, Halford foi perguntado por Remy Maxwell, do Audacy Check In, se ele concordava com o recente comentário de Faulkner de que o próximo álbum da banda será musicalmente mais "progressivo" do que "Firepower". Ele respondeu: "Sim, o metal está lá. Mas te digo uma coisa: nós fazemos o nosso melhor para não replicar nada que fizemos. De 'Rocka Rolla' até 'Firepower', cada álbum teve um personalidade distinta. E é difícil porque os fãs dizem: 'Queremos outro 'Painkiller', 'Queremos outro 'British Steel'.' E é tipo 'Cara, nós já fizemos isso.'


"Os fãs sabem que somos uma banda que está sempre cheia de aventuras e tentando coisas novas", continuou ele. "E então, sim, isso provavelmente tem alguns elementos mais progressivos que nunca usamos antes. E isso é emocionante, porque, novamente, dá a nós e nossos fãs outra oportunidade de ver um lado diferente do PRIEST. Mas ainda é metal. Há apenas mais. Há mais notas do que havia antes."


Hill é o único membro original remanescente do PRIEST, que se formou em 1969. Halford se juntou ao grupo em 1973 e o guitarrista Glenn Tipton em 1974. Rob deixou o PRIEST no início de 1990 para formar sua própria banda, depois voltou ao PRIEST em 2003 . O guitarrista fundador K.K. Downing se separou da banda em 2011 e foi substituído por Faulkner.




5 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page