Buscar
  • Brutal Heavy Metal Store

SEPULTURA termina a gravação de seu próximo álbum



O SEPULTURA terminou de gravar seu novo álbum com previsão para lançamento em fevereiro de 2020 via Nuclear Blast. O álbum que segue o "Machine Messiah" de 2017 foi novamente gravado no Fascination Street Studios em Örebro, Suécia, com o produtor Jens Bogren.


O vocalista do Sepultura, Derrick Green, confirmou o fim das sessões de gravação do novo LP, escrevendo no Instagram: "Está pronto !!! Os vocais e as guitarras estão completos! Esta é uma criação épica, mal posso esperar para que todos ouçam !!"


No início do ano, o guitarrista do Sepultura, Andreas Kisser, falou sobre os planos de gravação da banda. Ele disse: "Desde setembro do ano passado, começamos a juntar ideias e demos. Eu e Eloy Casagrande, o baterista, trabalhamos em São Paulo, apenas construindo a estrutura básica das músicas, e Derrick e Paulo [Xisto Pinto Jr., baixo] trabalhaam em suas casas também, dando suas contribuições. E agora temos cerca de 10 músicas. Gostaríamos de lançar um álbum com 12 músicas - essa é a ideia - além de gravar algumas covers e faixas bônus para lançamentos especiais e outras coisas".


Ele continuou: "Vamos ao estúdio em agosto na Suécia com Jens Bogren, que é o mesmo produtor e o mesmo estúdio que usamos para 'Machine Messiah'. E sim, a idéia é lançar o álbum em fevereiro de 2020. Já temos um conceito, temos um nome, mas ainda não podemos compartilhá-lo. "


"Machine Messiah" foi o décimo quarto álbum de estúdio do SEPULTURA e o oitavo desde que Green se juntou à banda. Liricamente, o disco abordou a robotização metafórica da sociedade e a necessidade de seguir e adorar alguém.


O Sepultura foi formado em 1984 em Belo Horizonte pelos irmãos Max e Igor Cavalera, que não estão mais na banda.


No ano passado, Kisser disse à TotalRock Radio que o Sepultura estava empolgado por continuar seu relacionamento de trabalho com a Nuclear Blast Records, com quem a banda está há quase uma década. "É incrível, cara", disse ele. "Eles são uma gravadora de metal, e há pessoas que estão na cena desde o início, nos primeiros dias. É uma gravadora que nunca se cansou. Muitas outras gravadoras se venderam para empresas e gravadoras maiores. Eu acho que o Nuclear Blast tem um equilíbrio perfeito entre acreditar na música - no metal, no hardcore e no punk - e ter um negócio capaz de sustentar tudo ... E você vê quantos artistas agora estão com a gravadora, o que é ótimo! É um ótimo lugar para se estar. Temos total liberdade e apoio para fazer nossas coisas e trabalhar com os produtores que queremos e os artistas para a capa - tudo. Eles são muito solidários e acreditam na banda, que é tudo o que precisamos. É ótimo. "



2 visualizações0 comentário